México, México | Opinião, dicas e sugestões

México | Opinião, dicas e sugestões

Fevereiro 6, 2019 8 Por Sorrir e Sonhar
Já não é surpresa que o meu destino de eleição é qualquer um que inclua sol, praia e muito calor!
Mas porque viajar não faz sentido se não for para partilhar experiências, aqui estou eu a revelar-vos tudo sobre a minha viagem ao México – Riviera Maya.

Este post já vem com alguns meses de atraso, mas não podia deixar de partilhar com vocês a minha experiência de conhecer e visitar o México. Antes de mais, acho importante dizer que é apenas a minha opinião, por isso, não se deixem influenciar e se têm vontade de conhecer (seja que país ou cidade for) vão e pronto, porque cada pessoa tem os seus gostos e experiências e isso modifica a opinião e perceção do local.
O México é aquele destino que me recordo desde sempre querer conhecer e ter na minha mente como a viagem de sonho e um destino paradisíaco. E foi esse o motivo pelo qual escolhi este destino de férias nesta viagem que fiz em Outubro: uma semana de sol, calor, praia, água quentinha e com tudo incluído para festejar o meu primeiro aniversário de casamento.


Hotel

Fiquei no Bahia Principe, Akumal e do hotel só tenho a dizer muitíssimo bem.
– Simpatia e atenção de todo o staff (que não era forçada, para receber gorjetas);
– Limpeza tanto dos quartos como de qualquer local do hotel e, inclusivamente, da linha de praia (onde algumas algas nos visitavam constantemente e eram retiradas todas as madrugadas);
– Menu de buffet variado e de boa qualidade sendo que, para mim, o facto de ter um restaurante 24 horas aberto com chef e comida feita no momento é um ponto muito a favor;
– As bebidas não serem restritas ou selecionadas. Pois o que muitas vezes acontece é que os regimes all inclusive apenas disponibilizam certas marcas, mais baratas ou alguns cocktails do dia e os restantes são a pagar à parte. Aqui não, estava efetivamente All Inclusive, por isso, é mesmo desfrutar com moderação e consciência;
– Animação variada tanto diurna como noturna, sendo que à noite decorre apenas num único hotel do complexo, permitindo o descanso e silêncio nas áreas restantes.

Clima

Sim, arrisquei um pouco em ir para o México em Outubro, eu bem sei! Mas como sou uma pessoa de feelings e pensamento positivo, não podia deixar de arriscar e acreditar que iríamos ter sorte. E não é que tivemos mesmo?!
Apenas no último dia choveu (mas isso acredito que foi o céu a chorar de tristeza por nos irmos embora ahahah), em todos os outros dias fomos brindados com um maravilhoso sol e as temperaturas de dia estiveram perto dos 28-30ºC e à noite perto dos 22ºC.

A Praia

Este aspeto foi, sem dúvida, o que mais me deixou desiludida. Mas eu explico…
A questão é que por eu ter o México como um destino paradisíaco a nível de praia, acho que ia com as expectativas muitíssimo elevadas.
Não é que a praia fosse má, e não o é de forma alguma, mas a nível de extensão de praia, de areia e linha de praia para caminhar é escassa. Algumas praias têm muitas pedras, tornando-se impossível de ir ao mar, sequer.
Mas o mar é calminho e a água é também quentinha (não vos sei precisar a temperatura, porque sou péssima a fazer esses cálculos) mas a minha medição exata é feita pela dificuldade ou não de entrar no mar e mergulhar, portanto, era muito boa!
Mas, mais uma vez vos digo, se este é um destino do vosso interesse não se deixem de ir por opinião nenhuma. Até porque pelo que já percebi e conversei com vários amigos e conhecidos estes têm outra opinião distinta da minha, portanto deve diferir bastante da zona em que ficamos instalados.

Visitas Obrigatórias

As excursões são caras. E não adianta comprarem pela internet, por grupos de portugueses que lá fazem excursões ou no hotel. São caras e ponto. Por isso, há que saber escolher e priorizar aquilo que vão à procura e que mais gostam.

Chichén Itza

Ir ao México e não visitar uma das 7 Maravilhas do Mundo, é como ir ao Vaticano e não ver o Papa!
Confesso que não sou a pessoa que mais adora cultura, arquitetura e história, mas confesso também que envolver-me em toda a história deste local fascinou-me particularmente.
Sim, tive a sorte de ter um guia espetacular, que nos contou cada pormenor. Mas, efetivamente, ver a dimensão deste local, reportarmo-nos a toda a história que ali está e o mais fascinante é o significado que escondido em cada detalhe da construção.
Eu paguei cerca de 85€ por pessoa (se a memória não me engana acho que foi mais ou menos isto, espero não vos estar a enganar) e incluía a ida ao Cenote. Falando em cenote, existem vários mas uma coisa é certa visitar um deles é, também, obrigatório! Foi talvez um dos locais mais dignos de cenário de filme em que eu já estive até hoje!
Esta excursão é possível de fazer sem operador turístico, alugando um carro ou de táxi. Mas, sinceramente, acho indispensável ter um guia no local para realmente se entender os detalhes e a história, pois se não, não passará de um amontoado de estruturas em pedras com figuras e animais.

X’caret

Aqui falo sem conhecimento de causa, porque não fui. Como vos disse as excursões têm todas um custo muito elevado, pelo que apenas fui a Chichén Itza. Mas se o tempo voltasse atrás, por tanto que ouvi outros hóspedes dizerem bem, hoje teria ido de certeza.
Trata-se de um parque temático e de diversões ecológico, no qual são mostrados os aspetos culturais mais representativos do México e do povo Maia através de espetáculos e encenações. Proporciona, ainda, a prática de diversas atividades aquáticas em cenotes, rios subterrâneos, lagoas e praias.
Normalmente a entrada em x’caret inclui jantar típico mexicano com espetáculo a decorrer. Ou seja é um dia inteiro a embeber de cultura e diversão mexicana.

Sugestão

Se ainda não viram o filme Coco então vale muito a pena! O filme inspira-se no tradicional festival do Dia dos Mortos, é uma celebração de origem indígena em honra dos que já partiram, que se comemora no dia 2 de Novembro e que foi declarada Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.
Para mim foi particularmente especial, porque vi o filme pela primeira vez, quando o reproduziram na viagem de regresso ao hotel, da excursão a Chichén Itza. E, acreditem, é incrível como o filme retrata tão bem certos pormenores da cultura e história Mexicana.

A minha próxima viagem já está para breve e será também um destino de praia maravilhoso, mas igualmente cheio de cultura. Querem adivinhar? 


Sorriam e Sonhem Sempre Mais*

Tatiana