Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias

Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias

Fevereiro 25, 2019 16 Por Sorrir e Sonhar
Porque Portugal é absolutamente maravilhoso e porque ainda há tanto cantinho fantástico para conhecer, venho partilhar o meu fim-de-semana no Douro.
Para aqueles que já nos acompanham nas redes sociais, sabem que no fim-de-semana passado estive pelo Douro. Uma região de Portugal que ainda não tinha tido o prazer de explorar (e nem sei porque não fui mais cedo!) e considerei o momento certo para o fazer.
Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias

Porquê o Douro?

Com esta publicação pretendo apenas partilhar estes momentos convosco e, ainda, inspirar-vos a não só conhecerem mais do nosso país mas, principalmente, a tirarem um tempo para vocês: para parar, para refletir e descansar.
O Douro, apesar de já estar na lista há muito tempo, foi ficando para “trás” porque outras prioridades e locais que se foram sobrepondo. Surgiu quando teve de surgir e que bom que isso foi!
Fevereiro poderia muito bem ter sido uma altura péssima para visitar esta região, mas o sol não deu tréguas (e ainda bem!), o que permitiu desfrutar de um fim-de-semana bastante primaveril.
Vou dividir esta publicação em duas partes. A primeira parte onde relato a minha ida aos Passadiços do Paiva e, a segunda, onde vos falo da ida para um hotel com uma vista maravilhosa sobre o Rio Douro.

Passadiços do Paiva

Ora bem, eu e o meu namorado começámos a viagem no sábado, tendo saído cedinho de manhã de Lisboa em direção ao local onde iríamos passar a noite, em Castelo de Paiva. Escolhemos reservar pelo Booking a Quinta Vilar e Almarde que é mesmo no meio de uma povoação, rodeada de natureza e que dá para respirar o ar puro que ali existe. Deixo-vos algumas imagens da quinta para perceberem que vale muito a pena.
Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias              Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias
A quinta é muito tranquila, gerida por uma família muito simpática e acolhedora que foram muito prestáveis e nos deram alguns conselhos para usufruirmos da melhor forma da região. Gostámos imenso da estadia!
No Domingo de manhã, já com os bilhetes comprados para os Passadiços do Paiva (reservámos online aqui), tomámos o pequeno-almoço na quinta – que era mais que suficiente para ficarmos satisfeitos, com produtos regionais e caseiros (que não vale a pena dizer o quão maravilhosos eram, certo?). Os bilhetes, se comprados online, têm o valor de 1€ e se no local 2€ que, como podem perceber, é simbólico para a manutenção do espaço.
Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias    Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias
Fomos para os passadiços e apesar de podermos escolher começar o percurso de um dos lados (Espiunca ou Areinho) escolhemos a Espiunca por conselho dos donos da quinta por ter uma vista para o rio mais bonita (e aconselho!). Supostamente é o percurso mais difícíl de acordo com o site, mas valeu muito a pena!! São 8km de passadiços, de caminhos lineares mas, também, de subidas/descidas ao lado do Rio Paiva, o que faz com que seja um caminho de alguma exigência física. Escolhemos só fazer os passadiços num dos sentidos devido ao tempo que tínhamos, mas queremos muito voltar para fazer os 16km! Acabámos por ter de voltar de táxi, que na minha opinião é o único ponto negativo, porque deveria haver forma de haver um “transfer” entre o início e o fim do percurso (nem que os preços dos bilhetes fossem mais altos). O custo do táxi foi de 14,5€, o que é um valor considerável. Contudo, o taxista que nos calhou era muito simpático e foi-nos o caminho todo a explicar aspetos relativos àquela região!
Que vos posso dizer? Que surpresa maravilhosa! Já tinha ouvido falar maravilhas disto e, digo-vos que não chegou nem a metade do que ali experienciei! Que paz, que tranquilidade, o quanto adorei (e adoro!) aquele som da natureza no seu estado mais puro, só se ouviam passarinhos, a água do rio a correr e cruzámo-nos com poucas pessoas (apesar de ser um Domingo, cheio de sol e que dava para andar de t-shirt!), o que ainda potencializou mais toda esta experiência. Respirei muito ar puro, não andei a passo acelerado porque considero que não é isso que este lugar pede, fui parando e apreciando cada bocadinho com que estava a ser presenteada.
Portanto, escusado será dizer que se quiserem passar pela região do Douro, podem perfeitamente ir aos Passadiços que é muito pertinho e terão uma experiência na Natureza que vão querer repetir vezes e vezes sem conta.

Estadia no Rio Douro

E porque queria muito terminar de uma forma diferente e oferecer um presente ao meu namorado, decidi reservar um hotel com vista para o Rio Douro. O Douro41 Hotel & Spa foi o eleito, também reservado pelo Booking, sendo que as noites não são assim tão baratas, pelo facto de também ser um hotel 4 estrelas com muitas comodidades, mas por isso reservei uma noite de Domingo para Segunda (pode ser que um dia fique mais do que uma noite, quando tiver mais disponibilidade entenda-se ahahah). A verdade é que é um hotel moderno e minimalista, mas LINDO!
Entrámos na receção e começámos logo a atentar aos pormenores maravilhosos, fomos acompanhados até àquele que seria o nosso quarto e, posso dizer-vos que a palavras começaram a ficar mais escassas a partir do momento que entrámos no elevador! Meu Deus, que vista, que paisagem deslumbrante! Sim, um elevador com vista para o Rio Douro, estava tudo a começar tão bem…
Até entrarmos para o quarto e aí as palavras conseguiram ainda ficar mais escassas (se assim foi possível!), porque o quarto era simplesmente fabuloso, confortável e, o melhor: a vista para o Rio! Tudo pensado ao pormenor para proporcionar bons momentos, sendo que a coluna Marshall para ouvir a nossa música, foi um ponto muito positivo. Não tenho absolutamente nada a apontar ao quarto, tudo maravilhoso! Ainda com a simpatia dos funcionários que, numa ida à piscina interior tiveram a cortesia de nos deixar umas bolachinhas deliciosas na cama!
A piscina interior é sempre um ex-libris e nesta altura do ano sabe ainda melhor. Sinceramente, o único ponto menos positivo vai para a falta de um jacuzzi, porque de resto tinha tudo: sauna e banho turco.
Relativamente ao pequeno-almoço, também ele pensado para todos os gostos. Com imensos produtos para escolher, não me apercebi de me faltar nada, havia desde leite de soja e aveia a crepes e panquecas. E adoro um bom pequeno-almoço de hotel e o único ponto negativo foi mesmo só ter ficado uma noite para só ter direito a este pequeno-almoço um dia (ahahahah).
O ponto alto foi, sem dúvida, a vista para o Rio Douro, ficaria ali horas a contemplar aquela paisagem… Acordar com aquela vista é impagável!! Fiquem aqui com algumas imagens que registaram este momento.
Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias
Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias
Douro, Douro | Fim-de-semana para Recarregar Baterias

E o balanço deste fim-de-semana?

Como já perceberam pelo meu relato, ADOREI este fim-de-semana magnífico pelo Douro. Foi, sobretudo, tempo para desfrutar dos pequenos prazeres da vida, parar, dedicar-me tempo. Tempo este que se transformou em reflexão, em paz e em tranquilidade para a mente e para o corpo, principalmente, pelo contacto com a natureza que foi o auge destes dias.
Portanto, convido-vos a fazerem planos semelhantes, porque é tão essencial parar e descansar e fazer aquilo que mais prazer nos dá. Não se deixem levar pelo ritmo alucinante do dia-a-dia, mas sim por estes momentos.
Sorriam, parem e desfrutem sempre mais*
– Por Cláudia